Resumo

O presente texto pretende discutir as questões e conceitos de gênero e mediação familiar, considerando suas implicações nas relações de casais em crise. A proposta é contribuir para compreender as transformações ocorridas nas relações de gênero e, como conseqüência, o “lugar” ocupado pelos integrantes dos casais, ou seja, condutas, atributos e expectativas ligados à posição que o homem e a mulher ocupam nas interações, na sociedade atual. Parte-se do pressuposto de que a mediação é uma das formas mais adequadas de intervenção em conflitos, no âmbito familiar. Neste sentido, sinaliza-se para o fato de que a interface entre gênero e mediação é fundamental, quando se trata de discutir as relações familiares e de casais, na contemporaneidade.
Palavras-chave: mediação, gênero, relações.

Stella Galbinski Breitman
Psicóloga, Mediadora Familiar, Mestre em Psicologia Social e da Personalidade.
Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS