AUTOR: Verônica A. da Motta Cezar-Ferreira
EDITORA: Editora Método

Sinopse:
O livro “Família, Separação e Mediação – uma visão psicojurídica” (2007) é a primeira obra psicojurídica, de autoria individual, focada na crise da separação.Essa obra tem uma peculiaridade. Visando a trazer informações e esclarecimentos aos profissionais que atendem famílias em crise de separação e às próprias famílias em crise, a autora fala da Psicologia da Família, do Direito de Família e da Mediação Familiar, em linguagem clara e acessível a todos.O livro traz, ainda, o pensamento de juízes de família, acerca da crise da separação, de como evitar ou minimizar prejuízos nos menores envolvidos e traz recomendações sobre a formação dos profissionais que trabalham com famílias nessa situação.O livro, ilustrado com exemplos, trata, também, das práticas não adversariais para resolução de conflitos, dando ênfase à teoria e técnica da Mediação.Como traz uma nova mentalidade ao Direito de Família, merece ser adotado como livro de Curso na formação das novas gerações do Direito, Psicologia e Serviço Social, e na capacitação em Mediação.A autora, poeta e pesquisadora, afirma que “Casais se separam; pais e filhos são para sempre” e, no poema assim intitulado, sintetiza o objetivo da obra.Os casais em separação, ou separados, têm nessa obra a oportunidade de ver em que suas atitudes podem preservar ou prejudicar, emocionalmente, seus filhos e como protegê-los, propiciando-lhes um saudável desenvolvimento psicoemocional e a melhor qualidade de vida possível.Perguntada sobre o porquê de se dedicar a um tema tão árduo, a autora respondeu:“A separação de casais é uma realidade. Ela desestabiliza a família, mas não precisa ser um desastre. A experiência tem demonstrado que os casais podem ser ajudados a superar a crise de maneira saudável e que seus filhos podem sair dela sem prejuízos emocionais. Eu gosto de gente e acredito nas pessoas. Insisto em ajudar e não desisto nunca”.