AUTOR: Ivone M. C. Coelho de Souza
EDITORA: Não disponível

Sinopse:
O termo “interdisciplinaridade” tem sido objeto de muitos estudos no meio jurídico, por amalgamar áreas, criar conceitos e otimizar a efetivação dos direitos. Dentre os vários ramos jurídicos, sem dúvidas, no Direito de Família, é onde reside a maior necessidade da utilização da interdisciplinaridade, pois a lei, por si só, não escuta as necessidades das famílias por ela tuteladas, deixando-as muitas vezes à margem do Direito, enquanto seu foco, tecnicista por natureza, trata de questões que não efetivam sua real necessidade.
Outrossim, tais vícios são perpetuados, pois os operadores jurídicos são formados com tal visão mecânica do Direito, quando na verdade, deveriam ser “atores” jurídicos, intérpretes da lei, valendo-se de todas áreas correlatas ao Direito para concretização dos Direitos.

A organizadora e co-autora desta obra, a psicóloga Ivone M. C. Coelho de Souza, ciente de tais problemáticas e preocupações, traz ao universo jurídico esta obra indispensável a todos atores jurídicos, que sabem que o Direito de Família transcende a norma fria até o âmago da sociedade, quer na esfera social ou psicológica.

Em suas palavras, expõe a organizadora: “Há uma conexão inseparável entre código de leis e leis psíquicas. Direito de Família é o direito ao sentimento, é o sentimento em Direito. […] Tratamos todos com relações vivas, em permanente convulsão. […] São estes fios e estes nós que desejamos há muito entrelaçar, integrando noções psicanalíticas ao discurso jurídico”.

Enfim, uma obra que faltava…